Make your own free website on Tripod.com

 

PROJETO DE PESQUISA RESUMIDO

TÍTULO: FUNDAMENTOS DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL

SUB TÍTULO: A CRISE CONTEMPORÂNEA E SUAS EXPRESSÕES NA CULTURA PROFISSIONAL

 

APRESENTAÇÃO

O presente projeto de Pesquisa foi elaborado para o Departamento de Fundamentos históricos e teórico-metodológicos do Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a ser iniciado no 1. Semestre do ano 2000.

Considera-se que as mudanças macrosocietárias produzem alterações nas demandas profissionais, nos espaços de intervenção, modificam as expressões das questões sociais — base de fundação da profissão — provocam uma redefinição dos objetos de intervenção, atribuem novas funções à profissão e novos critérios para a aquisição de novas legitimidades, requisitam a adoção de outros valores e princípios ético-políticos. O que se pretende afirmar é que as alterações no "mundo do trabalho", na esfera do Estado, nas políticas sociais estabelecem novas mediações que se expressam nas condições objetivas e subjetivas (materiais e espirituais) sobre as quais a intervenção se realiza e incidem sobre as respostas sócio-profissionais aos novos processos. Frente a estas transformações, a dimensão instrumental da profissão passa a necessitar de vínculos cada vez mais estreitos com um projeto ético-político em defesa dos direitos sociais e da democracia, valores estes, que no nosso entendimento, estão consubstanciados na cultura profissional, notadamente no projeto ético-político de ruptura.

Por fundamentos do trabalho do assistente social estamos considerando as mediações sócio-históricas objetivas e subjetivas que se colocam ao trabalho do assistente social resultantes das determinações societárias mais amplas e que particularizam-se em determinações próprias da cultura profissional. Esta, como construção coletiva e base na qual a categoria se referencia, constitui-se objeto da presente pesquisa.

 

 

EIXO DA INVESTIGAÇÃO

As expressões que a crise capitalista atual, como crise global do capital, adquire nos elementos que compõe a cultura profissional, quais sejam: nos objetos, objetivos, princípios, valores, finalidades, orientações políticas, referencial técnico, teórico-metodológico, ídeo-cultural e estratégico, modos de operar, tipos de respostas, projetos profissionais e societários e racionalidades que se confrontam.

Com essas breves alusões à cultura profissional importa-nos compreender, através da análise sistemática dos dados coletados nas diferentes fontes a serem pesquisadas, a maneira como a reestruturação do capital (a qual implica numa flexibilização e racionalização do trabalho e dos direitos sociais) e a ofensiva neoliberal se traduzem nas particularidades do Serviço Social. Tais modificações (em nível de mutações e metamorfoses), alterando a divisão sociotécnica do trabalho modificam os fundamentos sócio-históricos, teórico-metodológicos e ético-político do Serviço Social e refletem no cotidiano profissional, nas formas de intervenção profissional, nos modos de operar e no tipo de respostas, enfim nas formas de existência e de consciência do assistente social.

A hipótese é a de que, norteados pelo projeto ético-político da profissão, o assistente social vem encontrando formas de compatibilizar a efetividade da flexibilização (a insegurança no trabalho) e os direitos dos trabalhadores. O profissional vem propondo a criação e viabilizando estratégias que garantam o direito ao trabalho e os direitos do trabalhador a qualquer custo. Reconhecer o direito do trabalhador e assumir a ética do trabalho (em oposição a ética do capital), parece ser um compromisso assumido pelos profissionais, face ao código de ética, seja dentro de uma perspectiva de reformar conservando a ordem ou de romper com ela.

 

OBJETO

Os fundamentos sócio-históricos e ídeo-culturais do Serviço Social na década de 90, subjacentes à cultura profissional.

 

OBJETIVOS

Captar, analisar, refletir, compreender, as mediações que vão dos fundamentos teórico-metodológicos e ídeo-políticos até as mediações sócio-históricas do trabalho profissional na década de 90;

Submeter os fundamentos sócio-histórico, teórico-metodológicos e ídeo-políticos do Serviço Social à crítica radical;

Vislumbrar e construir as estratégias técnico-políticas e sócio-profissionais necessárias ao trabalho profissional na cotidianeidade, convertidas em ações cotidianas, à luz das componentes progressistas do processo histórico.

 

 

AS ETAPAS DA PESQUISA

Pesquisa Teórica e Bibliográfica — que resulte em um conjunto de papper e/ou textos didáticos sobre os fundamentos da ordem burguesa: A produção e a reprodução da vida material e da subjetividade, do ponto de vista da Teoria do Valor-Trabalho de Marx e a racionalidade que dela deriva. A Lei Geral da Acumulação Capitalista. A teorias das crises capitalistas como inerentes ao modo de ser do sistema. A crise contemporânea, como fundamento do trabalho profissional na atualidade.

Pesquisa pela Internet — que resulte no mapeamento das pesquisas afins que estão sendo realizada em outros Estados e países.

Divulgação do projeto e intercâmbio com outras pesquisas do gênero.

2.1. Pesquisa Teórica e Bibliográfica que resulte em textos didáticos para subsidiarem as disciplinas "Fundamentos históricos e teórico-metodológicos I" e "Seminário de Prática I" sobre os temas:

A racionalidade da ordem burguesa e o Serviço Social: os fundamentos sócio-históricos, político-econômicos e ídeo-culturais do Serviço Social e as racionalidades que os constituem. (A questão social e as formas contemporâneas de enfrentamento pelo Estado e pela sociedade civil; a questão social e suas expressões, as questões socais como objeto de tratamento do Estado por meio das políticas sociais). Realização de eventos sobre os fundamentos da Reforma do Estado, Gerência Social e Filantropia Empresarial.

2.2. Elaboração do Sub-projeto II - "Oficina de textos" - Buscar apoio financeiro e institucional

Pesquisa teórica e bibliográfica sobre Os fundamentos do exercício profissional na contemporaneidade: As metamorfoses da questão social. Relações Estado e sociedade civil. A reestruturação produtiva, os processos de racionalização do capital, do Estado e da força de trabalho: Novos processos de trabalho, nova divisão técnico-funcional do trabalho, novas especializações, novas exigências às profissões, novos perfis profissionais.

Execução do Sub-Projeto II: Oficina de textos

Elaboração do Sub-Projeto III - Oficina de Instrumentação: Instrumentos e Estratégias

Os fundamentos teórico-metodológicos, os princípios ético-políticos, as posturas teleológicas, as atitudes e habilidades profissionais. A cultura profissional: objetos, objetivos, valores, princípios, referencial teórico-metodológico e estratégico, instrumental técnico-político. Conteúdos para a formação profissional. O ensino teórico-prático no Serviço Social

Público alvo

— Estudantes de Serviço Social, Assistentes sociais, Pós-graduandos, Professores

 

Resultados Esperados:

Produção de textos e outros instrumentos, realização de Laboratórios e Oficinas, que subsidiem as disciplinas do currículo.

Realização de eventos acadêmicos e profissionais

Consolidação de dados qualitativas e quantitativos sobre o exercício profissional

AAA

 

 

WB01343_.gif (1438 bytes)